O que são distúrbios alimentares, como detectar e como tratar.

*Dr David Heber, PhD
Print
Dr David Heber, PhD

O que são distúrbios alimentares?

Um transtorno alimentar é uma doença que causa distúrbios graves em sua dieta diária, como comer quantidades extremamente pequenas ou consumir alimentos em excesso. Angústia severa ou preocupação com o peso corporal ou a forma podem também caracterizar um transtorno alimentar.

Distúrbios alimentares, frequentemente, aparecem durante a adolescência ou na idade adulta jovem, mas também podem se desenvolver durante a infância ou mais tarde. Os transtornos alimentares mais comuns incluem a anorexia nervosa, a bulimia nervosa e o transtorno da compulsão alimentar periódica. Os distúrbios alimentares afetam homens e mulheres, e são doenças médicas tratáveis. Geralmente coexistem com outras doenças, como depressão, abuso de drogas ou distúrbios de ansiedade.


Quais são os diferentes tipos de distúrbios alimentares?
 
Anorexia nervosa: caracterizada por magreza extrema (emagrecimento), medo intenso de ganhar peso, distorção da imagem corporal, autoestima fortemente influenciada pela percepção do peso corporal e forma, ou uma negação da gravidade do baixo peso corporal, falta de menstruação, extrema seleção ao comer.

Bulimia nervosa: caracterizada por episódios recorrentes e frequentes de comer grandes quantidades de comida e sem controle sobre esses episódios. Essa compulsão alimentar é seguida por um comportamento para compensar tais excessos tais como vômito forçado, uso excessivo de laxantes ou diuréticos, jejum, exercício excessivo, ou uma combinação destes comportamentos.

Transtorno da compulsão alimentar periódica: a pessoa perde o controle sobre sua alimentação. Ao contrário de bulimia nervosa, períodos de compulsão alimentar não são seguidos por purgação, excesso de exercício, ou jejum. Como resultado, as pessoas com transtorno de compulsão alimentar muitas vezes estão acima do peso ou obesas.


Como são tratados os distúrbios alimentares?

Nutrição adequada, redução do exercício excessivo e interromper os comportamentos purgativos são as bases do tratamento. Formas específicas de psicoterapia ou terapia de grupo e medicação são eficazes para muitos transtornos alimentares. No entanto, em casos mais crônicos, tratamentos específicos ainda não foram identificados. Planos de tratamento são muitas vezes adaptados às necessidades individuais. Alguns pacientes também precisam ser hospitalizados para tratar dos problemas causados pela desnutrição ou para garantir que eles comam o suficiente se estiverem muito abaixo do peso. Consulte sempre um médico.



*David Heber, M.D., Ph.D., F.A.C.P., F.A.C.N. Chairman, Herbalife Nutrition Institute and Nutrition Advisory Board
Diretor-fundador da Divisão de Nutrição Humana da Universidade da Califórnia e Chefe-fundador da Divisão de Nutrição Clínica do Departamento de Medicina*
*o título do Dr. Heber é mencionado apenas para fins de identificação. A Universidade da Califórnia (UCLA) não endossa produtos ou serviços.

Herbalife is a Proud Member of the Direct Selling Association and a Signatory to the DSA Code of Ethics


pt-BR | 20/08/2017 10:17:31 | NAMP2HLASPX01